Total de visualizações de página

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Fome




Eu sou do tipo contida...
menos nas palavras escritas, que muitas vezes não fazem nenhum sentido.

Não me sinto incompleta, me sinto perdida... como se estivesse me revirando na cama, sem sono, sensação de ter deixado algo passar.

Eu não me orgulho dos meus dilemas, assuntos mal resolvidos...
Fantasmas que me atormentam e cochicham nos meus ouvidos palavras bregas e cançoes de outro tempo.

Mudei de diversas formas, mas as vezes me sinto igual...
Aquela menina louca, sorridente, insegura e viva.
Entenda que não sou infeliz agora, muito pelo contrário...
Hoje me sinto madura, segura, (velha)...rsss
Captei cada sentimento, dei oportunidades, tive oportunidades.
Vivi intensamente, fiz loucuras, me apaixonei (varias vezes), sofri, chorei,
e construí o meu castelo.
Castelo de cartas marcadas, seladas.

Olhe no fundo dos meus olhos, e verá...

Vi uma frase que diz... "Um pouquinho a mais de fome deixa a comida mais saborosa..."

Pense nisso.